Programa de Atenção à Saúde do Idoso: Uma Proposta
Educativa para a Promoção à Saúde

Autor principal: 

Lima, Maria José Barbosa de 
Fundação Oswaldo Cruz (Rio de Janeiro/RJ - Brasil)


 

Outros autores: 

Mendes, Leila Rasina 
Fundação Oswaldo Cruz ( Rio de Janeiro/RJ - Brasil) 


 

Resumo do trabalho:

O envelhecimento saudável tornou-se um desafio para os profissionais que optaram por trabalhar com a Terceira Idade. Esta é uma das metas da promoção da saúde para que a velhice possa ser vivida como um momento pleno de vida e ação. O Programa de Atenção à Saúde do Idoso/PASI atua com o objetivo de implementar ações de promoção da saúde visando estimular a participação ativa do idoso na comunidade, conscientizar a população idosa quanto ao auto-cuidado, e quanto à necessidade de mudança de estilos de vida favoráveis à saúde.

Destaca-se no Programa a atividade coletiva semanal de Educação em Saúde, quando são oferecidas aulas expositivas com informações básicas sobre a saúde. Este momento reúne todos os idosos e constitui uma etapa fundamental para o alcance dos objetivos do Programa. Implantado no Centro de Saúde Escola, o PASI presta assistência  a pessoas com 60 anos ou mais.

Um recente estudo avaliou os níveis de funcionalidade física, psicológica, social, percepção de saúde e bem-estar sobre a qualidade de saúde e de vida de 80 usuários que freqüentara o programa por mais de seis meses regularmente. Foram entrevistados com o questionário multidimensional QUASI- Perfil de Qualidade de Vida Relacionada à Saúde de Idosos Independentes, desenvolvido pela coordenadora científica do Programa. Do total de entrevistados, 51% percebe sua saúde hoje melhor do que a de um ano atrás. O nível de satisfação com a vida mostrou-se alto com 70% de respostas positivas. São observados resultados de diminuição de sintomas de tristeza, depressão, dor localizada e geral (inclusive uso de medicamentos), e isolamento social, expressos pela melhora da auto-estima, humor, estado emocional, desempenho físico e energia, funcionamento social, como também, do auto-cuidado e auto-avaliação. A avaliação dos resultados da intervenção psicossocial sobre a qualidade de saúde apontou para níveis altos de integração comunitária (95%), interação com pessoas(66%) e desempenho de papéis sociais usuais (80%). 

O PASI, através da sua abordagem no campo conceitual e de prática da Promoção da Saúde vem proporcionando condições para que os idosos da comunidade de Manguinhos possam atuar em prol de sua saúde. A assistência ao idoso através do Programa, favorece o estabelecimento de uma rede de apoio psicossocial, aumento do nível de funcionalidade e do estado de saúde geral, maior integração dos idosos com a família e a sociedade, resultando na melhora do seu bem-estar e qualidade de vida.