Descrição: É um grupo educativo, sendo a porta preferencial para inclusão de usuários nas Práticas Integrativas e Complementares (PIC).

O objetivo do grupo é levar o conhecimento das PICs no Sistema Único de Saúde (SUS) a todos os participantes, discutir a importância da implantação e estimular o uso das práticas no autocuidado e autonomia.

Público alvo – destinado a usuários do CSEGPS, profissionais, alunos das diversas Instituições públicas e privadas no Cenário de Prática e da FSP.

As demandas são por encaminhamento médico, de profissionais da saúde, por escuta qualificada, retaguarda de área técnica de PIC com a coordenação de de PIC do CSEGPS e demanda voluntária.

A inclusão nas PICs é realizada após escuta individualizada, e de acordo com a necessidade no cuidado à saúde são definidas a inserção nos diversos grupos e atendimentos individualizados.

Descrição: Uso da Naturopatia nos atendimentos, com utilização de recursos de terapias naturais e racionalidades médicas, como: reflexologia, cromoterapia, aromaterapia, florais, acupuntura, meditação, massoterapia.O ambulatório é desenvolvido no cenário de prática do CSEGPS, na área de Práticas integrativas e complementares, através de parceria com a Universidade Anhembi/Morumbi, com estágio supervisionado pela Prof. Coord.de estágio da graduação de Naturologia.

Os atendimentos individuais estão concentrados no cuidado à saúde da mulher e em 2019 na Saúde Mental.

Descrição: Aromaterapia é a arte e a ciência que visa promover a saúde e o bem-estar do corpo, da mente e das emoções, através do uso terapêutico do aroma natural das plantas por meio de seus óleos essenciais. Os óleos essenciais são substâncias complexas, voláteis e de fragrância variável, oriundos de qualquer parte da planta.Consiste na aplicação terapêutica de óleos essenciais de determinadas plantas através de carreadores, como óleos vegetais, água e álcool. Pode ser realizada através da inalação ou pela aplicação sobre a pele, local ou juntamente com massagem corporal. Para a aplicação na pele é utilizado como carreador os óleos vegetais para facilitar a absorção dos mesmos e evitar reações, já que os óleos essenciais não devem ser aplicados diretamente sobre a pele.

Indicações: relaxamento, insônia, mudanças de estados psíquicos e emocionais, patologias diversas

Contraindicações: alergias dermatológicas e respiratórias aos óleos essenciais.

Descrição: A auriculoterapia caracteriza-se por utilizar o pavilhão auricular como um microssistema para tratar diferentes tipos de agravos à saúde. O termo “microssistema” é usado quando uma região do corpo representa todo o organismo. A auriculoterapia, além de ser um microssistema com áreas reflexas na orelha associadas às diferentes regiões do organismo, também pode ser considerada parte integrante da medicina tradicional chinesa (MTC). Isso porque o estímulo de pontos auriculares frequentemente segue os fundamentos e princípios terapêuticos da MTC.A auriculoterapia chinesa, além de utilizar os princípios da reflexologia, também relaciona o uso dos pontos auriculares aos fundamentos da MTC.

O método de tratamento de colocação de sementes na auriculoterapia é um processo simples e um dos mais difundido. Ele consiste na seleção de materiais esféricos de superfície lisa, que realizam pressão sobre os pontos auriculares.

O pavilhão auricular possui uma inervação abundante e quando estimulado desencadeia uma série de reflexos que provocam reações de natureza terapêutica. O estímulo realizado num determinado ponto ou área reflexa atua sobre área correspondente no organismo.

Indicações: Dor em geral; dismenorreia; lombalgia e cervicalgia; tratamento de disfunções respiratórias, digestivas, urinárias e circulatórias; queixas leves e moderadas com componentes emocionais, afetivos e comportamentais como estresse, ansiedade e humor depressivo, insônia; dor e ansiedade relacionadas a procedimentos cirúrgicos, cessação do tabagismo, entre outras.

Contraindicações:

  • Durante a gravidez estão contraindicados os pontos que tenham alguma relação com o útero e região abdominal.
  • Em cardiopatas severos devem-se evitar estímulo muito fortes que possam provocar o aumento da ansiedade, contração de grandes grupos musculares, vaso-constrições e consequentes sobrecargas cardíacas.
  • Em pacientes muito idosos ou debilitados devem-se evitar estímulos fortes e/ou estimulação de muitos pontos, não os expondo dessa maneira ao risco de desconfortos como tonturas e alterações da pressão.
Descrição: A Calatonia é uma técnica de relaxamento profundo que leva à regulação do tônus, promovendo o reequilíbrio físico e psíquico do paciente. Essencialmente falando a Calatonia baseia sua atuação na “sensibilidade táctil”, através da aplicação de estímulos suaves, em áreas do corpo onde se verifica especial concentração de receptores nervosos.O procedimento básico da Calatonia consiste em uma série de 9 toques, os toques são feitos em silêncio, de forma simples e suave (como se estivesse segurando uma bolha de sabão), durante 1 a 3 minutos em cada um dos pontos citados abaixo:

  • em cada um dos artelhos (pés);
  • em dois pontos da sola dos pés;
  • calcanhares;
  • tornozelos;
  • um toque no início das panturrilhas;
  • cervical/occipital, cabeça;
  • podendo associar outros pontos e áreas do corpo com toques sutis.

Em princípio, qualquer pessoa poderá se beneficiar da Calatonia para obtenção de um relaxamento profundo. Embora a utilização da Calatonia não vise resultados específicos, uma vez que a reorganização psicofísica é global, e cada organismo reage à sua própria maneira individual e única, esta técnica atua sobre uma variada gama de queixas diante das quais tem-se observado resultados bastante positivos.

Indicações: tensão física, estresse, enxaquecas, asma, obesidade, alergias, distúrbios glandulares, dores em geral, distúrbios de ordem psicossomática, traumas físicos e emocionais, entre outros agravos;

Contraindicações: epilepsia, crises de surtos psicóticos (delírios ou alucinações).

Descrição: Cromoterapia é uma ciência que usa a cor para estabelecer o equilíbrio e harmonia do corpo, da mente e das emoções” (Sui ,1992). Vem sendo utilizada pelo homem desde as antigas civilizações, como no Egito Antigo, como também na Índia, na Grécia, na China onde suas aplicações terapêuticas foram comprovadas por experimentações constantes e verificações de resultados. Atualmente se verifica a cor de ambientes mais adequados para estudos, trabalhos, hospitais, crianças, etc. A cromoterapia, através de suas cores energéticas, promove o equilíbrio geral, propiciando a homeostase.No tratamento cromoterápico, podemos utilizar várias técnicas como fonte de equilíbrio ou harmonização, utilização de aparelhos com fonte de luz (pedestais, lanternas e canetas), como luz do espectro solar, lâmpadas coloridas, alimentação natural, mentalização das cores e ainda contato com a natureza.

Indicações: relaxamento, insônia, mudanças de estados psíquicos e emocionais, entre outros agravos à saúde.

Descrição: A Dança Circular teve início com Bernhard Wosien, bailarino clássico Alemão que se interessou pelas antigas danças folclóricas tradicionais, viajou por toda a Europa e conheceu danças e músicas de aldeias remotas onde a dança ainda fazia parte da vida comunitária. Percebeu que estas danças tradicionais estavam perdendo suas raízes. O desejo de Wosien era trazer de volta um tempo em que as pessoas reconheciam o valor da dança e que pessoas de todas as idades pudessem dançar juntos outra vez.Em 1976 Wosien foi convidado a compartilhar seus conhecimentos com a Fundação Findhorn na Escócia, além das Músicas Tradicionais dos Povos, ele coreografou várias danças para a Música Clássica. O conjunto destas danças chamou de Dança Sagrada, na qual não existe conotação religiosa, significando que as danças não são somente uma atividade física, mas um envolvimento com o corpo mental e emocional.

A Dança Sagrada foi se tornando popular no mundo inteiro e passou a ser chamada de Dança Circular, onde o propósito é aprender a dançar junto de um modo não competitivo, sentindo confiança num grupo solidário e ser capaz de sentir o contato com a natureza e com todos participantes através das diferentes qualidades de cada dança.

Indicações: Indicado para todas as idades.

Alguns benefícios das Danças Circulares: Ampliar a percepção corporal, atenção, concentração e a memória; promover a identificação e a empatia com os outros; despertar a musicalidade; ritmo, leveza e flexibilidade; trabalhar as habilidades interativas e de grupo; incentivar o indivíduo a expressar o que tem de melhor; resgatar valores humanos estimulando os relacionamentos em comunidade;

Contraindicações: lesões crônicas ou agudas com muitas queixas de dor.

Descrição: A Dança Sênior teve início em 1974 na Alemanha, baseada em músicas folclóricas de diversos povos; a dança pode ser lenta ou rápida, sentada ou em pé, e é própria para pessoas da 3ª idade, porém, pode ser de grande importância para os jovens e ou portadores de deficiências. A Dança Sênior contribui para: melhorar a coordenação motora, a memória, o equilíbrio, a postura, a alegria de viver; promovem a socialização.Criada por Ilse Tutt, na Alemanha. Em 1970 Ilse reuniu com pedagogos sociais e desenvolveram atividades para idosos que viviam em institucionalizados, e em 1974 surgiu a Dança Sênior, posteriormente em 1977 foi fundada a Federação Dança Sênior da Alemanha.

No Brasil, foram realizadas demonstrações em 1978 em São Paulo e em Curitiba no ano de 1981 pela alemã Christel Weber.

Através da Dança Sênior se trabalha a funcionalidade respeitando suas limitações, ao mesmo tempo em que ele se diverte. É uma atividade prazerosa, saudável, leve, fascinante e alegre, tira o idoso daquele patamar de imobilidade e inutilidade para uma realidade onde ele é o autor principal, sendo ativo e participativo, usufruindo do bem-estar, auto estima e socialização.

Na Dança Sênior as coreografias são realizadas com os praticantes em pé, sentados, em círculos, em pares, com uso de lenços, bastões e outros. Cassiano, et al (2009) ressalta, a Dança Sênior é uma atividade voltada para a população idosa que envolve a música e a atividade física; exige dos participantes movimentos amplos, rápidos e lentos, coordenados, simultâneos, ritmados, acompanhando a marcação do dirigente e do grupo. O repertório é diversificado, do ponto de vista de ritmos, coreografias e complexidade de movimentos. Esse fato favorece a adequação da dança sênior ao grupo, às suas demandas físicas, cognitivas e emocionais, visto que o idoso realiza os exercícios dentro dos seus limites e capacidade.

Indicações: idosos com ou sem limitações físicas/cognitivas com necessidade de ambiente de convívio social.

Contraindicações: lesões crônicas ou agudas com muita queixa de dor

Descrição: Relatos históricos indicam que a utilização da argila com fins terapêuticos já era praticada na antiguidade. No Antigo Egito utilizava-se a terra de Lemnos para a técnica de embalsamentos e da conservação dos alimentos. Da mesma forma os egípcios e os gregos aplicavam a argila para a limpeza da pele (DENAVERRE,1975).As argilas são materiais terrosos, de partículas cristalinas e granulação muito fina, formadas quimicamente por silicatos hidratados de alumínio, ferro, magnésio, entre outros elementos, podendo conter matéria orgânica e sais solúveis. (SANTOS, 1989; VIEIRA et al. 2003; BONOTTO, 2009). A composição mineralógica da argila, bem como o formato e distribuição granulométrica das partículas são os fatores essenciais que definem as propriedades físico-químicas que uma determinada argila possui (SANTOS, 1975; ZAGUE et al., 2007). Quando a argila tem suas partículas hidratadas, devido à adsorção de íons, em função de suas formas plana e achatada, torna-se eletricamente carregada.

As distintas cores das argilas apresentam particularidades no propósito terapêutico. A seleção da cor a ser utilizada depende da avaliação do terapeuta, bem como da necessidade de utilizarem-se sinergias para o objetivo do tratamento. (MEDEIROS, 2013).

Existem relatos constatando que a aplicação da argila responde positivamente no alívio e tratamento em casos de contusões, esforço físico excessivo, má postura, patologias degenerativas, processos inflamatórios, desintoxicação, tratamento de ferimentos, lesões superficiais, revitalização do corpo, processos dérmicos e digestivos, distúrbio circulatório e linfático, desequilíbrios gênito-urinários e respiratórios, quadros de estresse, cardiopatias, patologias e lesões ou traumas musculares (MEDEIROS, 2013). Para Vila Y Campanya (2000), as ações terapêuticas da argila são: antisséptica, analgésica, desintoxicante, mineralizante, equilibradora térmica e energética, anti-inflamatória, bactericida e cicatrizante. Geoterapia, lama terapia, argiloterapia, terapia do barro, hidrogeoterapia, são nomes designados nas práticas que utilizam argila para fins medicinais. (MEDEIROS, 2013).

Indicações: dores e inflamações articulares; lesões superficiais de pele; traumas musculares, estético, edemas, cistos, lipomas, entre outras.

Contraindicações: alergia aos componentes presentes na argila

Descrição: Em latim, meditação significa “voltar-se para o centro”, desligar-se do mundo exterior e virar a atenção para dentro de si. Ela pode servir como um meio de relaxamento da rotina diária e técnica para cultivar a disciplina mental. A prática da Meditação é hoje bastante difundida também nos países ocidentais, assim como o crescente interesse científico que acumula evidências sobre as modificações fisiológicas produzidas pela sua prática e o reconhecimento de seus benefícios para a saúde das pessoas.Muitos praticantes dessa terapia relatam melhora na concentração, consciência, autodisciplina e equanimidade.

As práticas meditativas no CSEGPS são utilizadas em grupo específico denominado “núcleo de meditação” com a visão da Haja meditação. A meditação Mindfulness é utilizada em diversos grupos de PIC e de equipe multiprofissional.

Indicações: stress, ansiedade, depressão, tensões físicas e emocionais em geral, entre outras

Contraindicações: sem contraindicações

Descrição: Promovem a saúde e qualidade de vida dos participantes, reforçando a autoestima, a confiança em si mesmo, autocontrole. Levam o indivíduo a ter visão crítica sobre o seu próprio corpo e, até mesmo, a assumir uma outra postura perante a própria vida, através da prática do autocuidado. Propiciam, ainda, a formação e fortalecimento de vínculos e a solidariedade entre os participantes, contribuindo para que os sujeitos se apropriem da sua saúde.18 percussões para a saúde e rejuvenescimento

Descrição: organizadas pela Prof.ª Maria Lúcia Lee e elaboradas pelo Dr. Hu Chuan Tien de Beijing, China, no ano de 1975. São exercícios medicinais e de rejuvenescimento que combinam posturas paradas, movimentos e percussões feitas com as próprias mãos contemplando todas as regiões do corpo.

Indicações: tensões, ansiedade, apatia, baixa-estima, entre outras.

Contraindicações: inflamações agudas

Descrição: O Lian gong em 18 terapias foi criado na década de 70, pelo médico ortopedista Dr. Zhuang Yuen Ming, fruto de diversas pesquisas da herança cultural e observação em mais de 40 anos de prática clínica.A palavra “Lian” significa treinar e exercitar e “Gong” significa trabalho persistente e prolongado que permite ao praticante desenvolver diversas habilidades. Assim, o Lian Gong em 18 terapias é uma técnica que une medicina terapêutica com cultura do corpo físico, um conjunto de exercícios, composto de três partes, com 18 exercícios cada: a primeira atua sobre a região do pescoço, ombros, costas, regiões lombares, glúteos e pernas; a segunda apresenta efeitos para as articulações, tendões e órgãos internos; e a terceira fortalece a função respiratória e a circulação do Qi (sopro vital/energia), elevando a capacidade funcional do coração e pulmão.

Indicações: visa à prevenção e o tratamento de várias dores: como dor no pescoço, ombros, cintura e pernas. Apresenta ainda benefícios na prevenção de agravos e melhora no quadro de diversas doenças crônicas.

Contraindicações: estado agudo de doenças (febre, gripe muito forte); estado agudo de traumas (fraturas, entorses); estado de câncer ativo; estado de gravidez sem avaliação médica.

Descrição: O Tui Na é uma arte terapêutica manual, com propriedades tanto preventivas quanto de promoção da saúde e reabilitação. É a massoterapia clássica chinesa. Através das variadas técnicas, promove a saúde manipulando o Qi (energia), o sistema musculoesquelético, o sistema linfático e até o sistema nervosoSeu nome é originado de duas das suas dezenas de técnicas: Tui, que significa “empurrar” e Na, que por sua vez pode ser traduzido como “agarrar” ou “pegar”. Hoje o nome Tui Na é entendido simplesmente como sinônimo de massagem em toda a China.

Na prática cada técnica bem executada realiza um efeito sobre a região do corpo onde está sendo realizada, que podem ser agrupados genericamente em: efeitos de tonificação, ou seja, aumento de energia no local, no ponto energético ou no canal de energia, ou de sedação, ou seja, dispersão da energia do local, do ponto ou do canal.

A técnica pode ser realizada pela própria pessoa no autocuidado ou por um terapeuta. A automassagem é uma prática que promove o bem-estar geral, o autoconhecimento, incentiva o autocuidado atuando na promoção da saúde, prevenção e tratamento de doenças. Destaca-se pela sua simplicidade, fácil aprendizado e quando realizada com seriedade e persistência, surtirá bons resultados.

Indicações: stress, bloqueios e estagnação de energia, insônia, dores em geral, obstipação, entre outras.

Contra indicações: estado agudo de doenças (febre, gripe muito forte); estado agudo de traumas (fraturas, entorses); estado de câncer ativo; estado de gravidez sem avaliação médica.

Descrição: O Xiang Gong foi elaborado e divulgado em 1988 pelo professor Tien Wei San, de Luoyang, em Henan – China. Com movimentos só de braços na primeira parte, e braços e pernas na segunda parte, o Xiang Gong foi criado originalmente para aumentar a vitalidade de pessoas em condição de fraqueza, doença ou dificuldade de concentração, podendo ser praticado apenas na posição sentada, quando necessário.O Xiang Gong é composto de movimentos simples que, repetidos muitas vezes, desbloqueiam a circulação do Ar Vital (Qi) nos canais energéticos (meridianos) utilizados pela acupuntura.

Indicações: para todas as faixas etárias, inclusive para crianças, que normalmente gostam dos movimentos mais rápidos e alegres, por lembrarem das brincadeiras infantis.

Contraindicações: câncer em estado avançado, inflamação aguda, estados psicóticos, problemas graves de coração, estômago e gravidez.

Descrição: O Brasil é o país mais rico em biodiversidade e há plantas para tratamento e prevenção de diversas doenças. O uso de plantas medicinais para fins terapêuticos é uma pratica baseada no conhecimento popular, sendo repassado de geração para geração por meio da tradição oral. O conhecimento popular pode fornecer dados importantes para novas descobertas científicas e as pesquisas acadêmicas têm descoberto cada vez mais propriedades terapêuticas das plantas. Infelizmente muito desse conhecimento foi perdido devido ao avanço da indústria farmacêutica, no entanto há um movimento de resgate destes conhecimentos resultado da quantidade enorme de medicamentos sendo prescritos gerando alto gasto para os usuários, muitos efeitos adversos e pouca efetividade. A roda de chá visa compartilhar conhecimentos sobre o uso terapêuticos das plantas medicinais não só na forma de chás, mas outras formas farmacêuticas quando for possível. Como grupo educativo são elaborados material de apoio para os participantes e orientação quanto ao uso correto, contraindicações, preparações e cultivo.Em cada encontro serão discutidas as plantas mais indicadas para agravos específicos onde os participantes serão orientados quanto às indicações e contraindicações nos encontros que serão realizados quinzenalmente.

Indicações: todos os agravos à saúde nas fases agudas e crônicas.

Descrição: O método Self Healing foi criado por Meir Schneider, PhD, LMT, terapeuta e educador de renome internacional é o fundador e diretor da School for Self-Healing em São Francisco- EUA. Desenvolveu o método para combater os próprios problemas de visão – Nasceu com Catarata e Glaucoma, passou por uma série de cirurgias nos olhos e aos 7 anos de idade havia sido declarado legalmente cego, inclusive utilizando bengala e leitura em Braille.Meir se recuperou da cegueira através dos Exercícios Visuais e Corporais, e hoje possui carteira de motorista sem restrições. Desde 1975 o método Self Healing vem ajudando centenas de pessoas a se recuperar de condições patológicas consideradas incuráveis pela medicina convencional.

O método Self Healing ou auto cura previne, atua na prevenção, promoção e recuperação da saúde corporal e visual por meio do trabalho do corpo e do movimento. Um sistema holístico abrangente que combina: Massagem, Visualização, Movimento, Estimulação Visual e Respiração.

Indicações: A qualquer pessoa e ciclo de vida, desde recém-nascidos até idosos, que seja necessário melhorar sua condição de saúde, aprimorar sua visão e se recuperar de um amplo leque de doenças degenerativas do corpo e visão.

Descrição: Surgida na Índia, a Ioga consiste num sistema de práticas que utilizam combinação de técnicas respiratórias com movimentos, posturas físicas, relaxamento e meditação. Atua de modo integral, direcionando o praticante ao equilíbrio físico, mental e emocional. O sistema de exercícios físicos e mentais desenvolvido pela Ioga tem como objetivo equilibrar corpo e o desenvolver as potencialidades da mente. Dentre os benefícios advindos da prática de Ioga destacam-se: alongamento e tonificação muscular; força física e resistência; relaxamento; melhora da postura e da circulação; massagens dos órgãos internos; fortalecimento do sistema imunológico e regulação da pressão sanguínea; Autoconhecimento e autocontrole; percepção das próprias limitações; desenvolvimento de autocuidado frente às questões ligadas ao estresse, depressão, ansiedade e hipertensão.Indicações: Todas as pessoas podem conquistar benefícios com o Yoga, desde a infância.

Contraindicações: No entanto, dependendo da condição física individual e avaliação de clínica médica, pode ser indicada até interrupção temporária da prática de yoga. Algumas condições físicas específicas como gestação, idade, problemas articulares, dificuldades para deitas m colchonetes poderá e deverá ser adaptada ou removida determinada postura ou procedimento respiratório.

Atividades de práticas integrativas e complementares