GEIAS

GEIAS

Grupo de Estudos Epidemiológicos e Inovação em Alimentação e Saúde

Projetos de Pesquisa

O GEIAS além de desenvolver projetos de pesquisa, também é parceiro de diversos outros projetos espalhados pelo país.

O “ClicPrato” é um projeto que visa avaliar a qualidade do consumo alimentar considerando o  registro fotográfico do celular. Para isso, será desenvolvido índice de qualidade da refeição a partir da avaliação de registros fotográficos dos pratos e criação de banco de imagens com registros fotográficos de refeições das cinco macrorregiões do Brasil. Assim, com auxílio da inteligência artificial, espera-se avaliação imediata da refeição e promoção da alimentação saudável.

O PROGREDIR é um estudo de coorte desenhado para avaliar os determinantes de progressão e de mortalidade da doença renal crônica, com ênfase em distúrbios do metabolismo mineral e doenças cardiovasculares, e compreende principalmente pessoas com DRC classes III e IV.

A dieta é determinante do estado de saúde e tem inegável importância no contexto da saúde coletiva. Esta proposta visa, a partir de estudos epidemiológicos, investigar a ingestão dietética habitual e seus efeitos em desfechos de saúde. Propõe-se a condução de inquérito alimentar e nutricional em capital do Sul (Curitiba), do Nordeste (Natal) e Centro Oeste (Cuiabá) para a identificação de similaridades e disparidades no consumo alimentar e insegurança alimentar e nutricional entre as regiões, e para a investigação dos efeitos da dieta na qualidade de vida, no estado nutricional, nas Doenças Crônicas não Transmissíveis e em seus fatores determinantes. A mensuração do consumo alimentar será feita pelo GloboDiet, plataforma e estrutura para coleta padronizado de dados dietéticos, desenvolvida pela IARC/OMS. Serão coletados dados demográficos, socioeconômicos, exposição solar e de condições de saúde, incluindo saúde bucal. Assim, será aplicada a Escala Brasileira de Insegurança Alimentar (EBIA), os questionários de Qualidade de Vida (QV) da Organização Mundial da Saúde – WHOQOL-BREF e WHOQOL-OLD e mensuradas medidas antropométricas, de composição corporal, de pressão arterial, fragilidade, força de preensão manual e marcadores bioquímicos de estado nutricional e inflamatórios.

O GloboDiet é uma metodologia padronizada e informatizada para a coleta de dados individuais de consumo de alimentos desenvolvida pela Agencia Internacional para Pesquisa de Câncer (IARC). O software permite conduzir a entrevista do recordatório alimentar de 24 horas (R24h), dirigida por um roteiro padronizado para diminuir erros e assegurar elevada padronização na coleta. O Brasil foi um dos países selecionados para iniciar o projeto de adaptação do software para a América Latina. Em colaboração com a IARC, o GEIAS, em conjunto com uma rede de pesquisadores brasileiros de diversas universidades, vêm liderando este projeto. Atualmente, a versão brasileira do software GloboDiet, que contou com o financiamento do CNPq, teve sua primeira versão concluída.

O presente estudo visa avaliar fatores nutricionais e a exposição aos poluentes atmosféricos durante a gestação nos desfechos gestacionais, no desenvolvimento pulmonar e na ocorrência de doenças em crianças. Será realizado um estudo de coorte com gestantes e seus respectivos filhos, residentes no Distrito de Saúde Escola do Butantã na cidade de São Paulo (DSE) e que realizarão seus partos no Hospital Universitário da USP. Serão incluídas gestantes a partir do primeiro trimestre de gestação. 

O Estudo HIM – história natural do HPV em homens é um estudo multicêntrico de coorte que está sendo desenvolvido com o objetivo de averiguar a incidência e a persistência da infecção por HPV em homens, além da identificação de fatores associados à aquisição, persistência e regressão de infecções por HPV em homens. Uma série de variáveis epidemiológicas estão sendo investigadas, incluindo hábitos sexuais, consumo de fumo e álcool e, outros hábitos, incluindo dados sobre a alimentação. Para coletar os dados dietéticos foi desenvolvido e validado questionário de freqüência alimentar. Este projeto objetiva avaliar o consumo habitual dos alimentos, nutrientes e compostos bioativos de participantes do estudo.

O Projeto insere-se em um elenco de estudos que vêm sendo realizados no Estado de São Paulo por um grupo de pesquisadores das universidade públicas estaduais: USP, UNICAMP e UNESP e que inclui um inquérito de saúde realizado no Município de São Paulo em 2003 e 2008. Os dados coletados permitem comparações com os resultados dos demais inquéritos bem como avaliar as mudanças ocorridas no Município de São Paulo nos últimos cinco anos. Todos os inquéritos incluem informações de importância para as políticas públicas e para a gestão local de saúde. Estas pesquisas representam uma importante interface entre a epidemiologia e os serviços de saúde, e os bancos de dados existentes vêm permitindo uma expressiva produção acadêmica na forma de monografias, dissertações, teses, trabalhos apresentados em eventos científicos e artigos em periódicos.

Estudo Longitudinal de Saúde do Adulto – ELSA Brasil – é uma investigação multicêntrica de coorte composta por 15 mil funcionários de seis instituições públicas de ensino superior e pesquisa das regiões Nordeste, Sul e Sudeste do Brasil. A pesquisa tem o propósito de investigar a incidência e os fatores de risco para doenças crônicas, em particular, as cardiovasculares e o diabetes.

Estudo longitudinal sobre comportamento sedentário, atividade física, hábitos alimentares e saúde do adolescente, que tem como objetivo descrever e analisar, de forma transversal e longitudinal, as inter-relações entre o nível de atividade física, comportamentos sedentários, hábitos alimentares e indicadores de saúde e qualidade de vida de adolescentes. Trata-se de estudo longitudinal, com quatro anos de acompanhamento, realizado com uma amostra representativa de adolescentes (ambos os sexos) do sexto ano de escolas públicas do ensino fundamental II, no município de João Pessoa, PB, região Nordeste do Brasil.