Saude Pública

espanha use usp
  • Alumni
  • Facebook
  • Twitter

Eventos

voltar

Evento: 61º Encontro Presencial do Fórum Acidentes do Trabalho

Logotipo do evento.

Logotipo do evento.


Data: 22 de novembro/2017, quarta- feira, das 8:00 – 11:30h.

Local: Anfiteatro do CEVISA, Rua do Trabalho, nº 634 - Vila Independência, Piracicaba – SP.
 
TEMA: A Construção da Integralidade no cuidado ao Acidentado de Trabalho na Rede SUS de Piracicaba.


O sistema previdenciário brasileiro – INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) – registrou, em 2013, 718 mil acidentes de trabalho.

Os custos sociais envolvem os custos financeiros – o montante do ônus rateado para o conjunto da sociedade através do custeio dos sistemas de saúde e de previdência social e que pode chegar até 10% do PIB (Produto Interno Bruto) dos países (Santana et al. 2016), mas também os custos intangíveis, que não podem ser traduzidos em valores da moeda corrente, mas que representam os impactos emocionais, familiares, sociais e no trabalho, das pessoas com incapacidades adquiridas em função destes agravos traumáticos.

O 61º Encontro Presencial do Fórum do AT apresentará os resultados de duas pesquisas realizadas em Piracicaba – SP que tratam das Consequências econômicas dos acidentes de trabalho, dos impactos sociais dos acidentes e da busca de melhoria e inovação na rede assistencial por meio da metodologia do Laboratório de Mudanças (Processo Fapesp 2012/04721-1).

A primeira pesquisa levantou os dados secundários de registros de notificações de AT e de atendimentos de saúde da Rede privada e Rede SUS, realizados em 2014. A estimativa para o total de gastos do SUS no atendimento aos acidentados de trabalho, em 2014, no município de Piracicaba, foi de R$ 9.849.643,00.

A segunda pesquisa analisou as trajetórias terapêuticas de acidentados de trabalho resultantes de acidentes considerados de maior gravidade pelo CEREST-Piracicaba. Ambas as análises demonstraram que há garantias de acesso ao tratamento assistencial dos acidentados de trabalho no município de Piracicaba, porém, com uma fragmentação histórica entre os serviços de atendimento, públicos e conveniados, com concentração nos serviços na urgência e emergência, o que pode comprometer os dispositivos da integralidade em saúde como responsabilização e resolutividade.

Os itinerários estudados demonstraram a inexistência de uma linha de cuidados aos acidentados de trabalho no município, cabendo aos pacientes conduzirem seu próprio trajeto assistencial, o que resultou em lacunas importantes na condução dos casos. A construção desta linha de cuidados está sendo construída de modo participativo envolvendo atores dos diferentes serviços e com apoio da Secretaria de Saúde por meio da metodologia "Laboratório de Mudanças”.

O evento compõe a Programação da 22a SEMPAT - Semana Municipal de Prevenção de Acidentes de Piracicaba. Participe e divulgue!

Programação:
  • 8:00 Credenciamento e coffee de boas vindas
  • 8:30h– Abertura dos trabalhos – Prof. Rodolfo AG Vilela (FSP) e Prof. Ildeberto Muniz Almeida (Coordenação do Fórum AT)
  • 9:00h – “Consequências econômicas dos acidentes de trabalho no município de Piracicaba” – Prof.ª Sayuri Tanaka Maeda.
  • 9:40h Intervalo – café
  • 10:00h – “Impacto social dos acidentes de trabalho no município de Piracicaba” – Mara Takahashi
  • 10:30 h – “Laboratório de Mudanças: análise e intervenção compartilhada na construção de rede de atenção integral aos trabalhadores acidentados – Amanda Aparecida Macaia
  • 11:00 - Debate
  • 11:30 - Encerramento
    Coordenação da mesa: Prof. Rodolfo AG Vilela

Acesse aqui, a programação em arquivo PDF:

As inscrições são livres e gratuitas no link abaixo ou no momento do evento (vagas limitadas em função do tamanho do auditório). Os certificados são enviados por email aos inscritos pela página da FSP.
 
  • Faça aqui, a sua inscrição:

Textos de apoio e mais informações sobre o fórum disponíveis na página do Fórum AT: www.forumat.net.br

Coordenação do evento:
Prof. Rodolfo Vilela, Ildeberto Almeida e Mara Takahashi.

Apoio: Comissão de Cultura e Extensão da FSP – USP; PROEX-UNESP; DVST/CVS/SES-SP; Ministério Público do Trabalho da 15ª e 2a Região; Fundacentro SP; FAPESP Proc. 12-04721-1.

Coordenação do Fórum: Ildeberto M Almeida (ialmeida@fmb.unesp.br) e Rodolfo AG Vilela (ravilela@usp.br).