A  |  A+ |  A-
Cristiane da Silva Cabral

2016 – Atual

Desvelando os caminhos da/para intervenção sobre juventude, sexualidade e reprodução: aportes de uma revisão sistemática da literatura

Descrição: Este projeto tem por objetivo principal realizar uma revisão sistemática da literatura nacional e internacional, examinando detidamente artigos que abordem experiências de intervenção junto a jovens, homens e mulheres, com temas atinentes ao âmbito dos direitos sexuais e direitos reprodutivos. Trata-se de um esforço para produzir um mapeamento tanto teórico quanto metodológico acerca das justificativas utilizadas em projetos de intervenção e das discussões travadas em torno de temas candentes como contracepção, gravidez na adolescência e aborto na juventude.

Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (3) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1).
Integrantes: Cristiane da Silva Cabral – Coordenador / Ivan França Junior – Integrante / Jefferson Santos Pereira – Integrante / Helena Moraes Oliveira – Integrante / Fernanda Cangussu – Integrante / Karina Sobral – Integrante / Paula Morena Silveira – Integrante.

2016 – Atual

Estratégias para a incorporação de inovações na assistência ao parto e ao recém-nascido: intervenção piloto no SUS da Iniciativa Hospital Amigo da Mulher e da Criança (IHAMC)

Descrição: Nos últimos anos, muitas inovações têm sido propostas na saúde perinatal, para torná-la mais segura, baseada em evidências e menos agressiva. Mesmo com a existência de políticas públicas e da pressão de movimentos de usuárias, a incorporação dessas inovações tem sido lenta, com impactos negativos nas mães e na primeiríssima infância (abuso de cesáreas, nascimentos pré-termo, amamentação). Para lidar com estes problemas, entidades internacionais lançaram em 2015 a Iniciativa Hospital Amigo da Mãe e da Criança (IHAMC). Objetivos: Desenvolver e avaliar projeto piloto de implementação da IHAMC, em duas maternidades-escola do SUS, em São Paulo e em Ribeirão Preto. Metodologia. Desenho quase-experimental, do tipo antes e depois, com métodos mistos. Inicialmente, será desenvolvida uma etapa qualitativa (observação de serviços, entrevistas e grupos focais), para estudar como profissionais e gestores percebem abusos na assistência, e sua relação com as precariedades das condições de trabalho e da formação. Serão colhidos dados de prontuários e entrevistas com puérperas para uma linha de base sobre indicadores da IHAMC; em seguida, intervenção de implementação, incluindo (1) atualização para gestores e profissionais sobre evidências e direitos; (2) treinamento em serviço, com simulação de situações do cotidiano, referente às rotinas técnicas e relacionais. Será estimulada a criação e dinamização dos Fóruns Perinatais, de apoio à gestão. A avaliação da mudança dos indicadores será feita comparando suas frequências antes, e nos 12 meses depois da intervenção, mensalmente, para avaliar sua sustentabilidade. Desenvolveremos material educativo para a acreditação na IHAMC, em colaboração com a Biblioteca de Saúde Reprodutiva da Organização Mundial de Saúde (The WHO Reproductive Health Library – RHL). Financiamento FAPESP.

Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Cristiane da Silva Cabral – Integrante / Carmen Simone Grilo Diniz – Coordenador / Flora Maria Barbosa Silva – Integrante / Heloisa de Oliveira Salgado – Integrante / Denise Yoshie Niy – Integrante / João Paulo Dias Souza – Integrante / Elaine Christine Danras Moisés – Integrante / Bruna Dias Alonso – Integrante.

2013 – Atual

Gestão conjunta dos riscos contraceptivos e preventivos: um estudo sobre esterilização contraceptiva em mulheres vivendo com HIV/Aids.

Descrição: Trata-se de um estudo com abordagem qualitativa e quantitativa acerca de questões contraceptivas e reprodutivas de mulheres vivendo com HIV/Aids, especificamente no que diz respeito ao processo de decisão pela esterilização feminina, e as repercussões desta escolha sobre suas trajetórias afetivas, conjugais e sexuais. Ele é o desdobramento de um projeto de pesquisa maior, intitulado ?GENIH: estudo sobre práticas e decisões relativas à saúde sexual e reprodutiva no contexto da epidemia de HIV/AIDS no município de São Paulo?, coordenado por R. M. Barbosa, NEPO/UNICAMP. A presente proposta de investigação pretende explorar questões contraceptivas e reprodutivas de mulheres vivendo com HIV/Aids, especificamente no que diz respeito ao processo de decisão pela esterilização feminina, e as repercussões desta escolha sobre suas trajetórias afetivas, conjugais e sexuais. O enfoque incide sobre a gestão dos riscos contraceptivos e preventivos, e o modo como esse aspecto se coaduna com a esfera da sexualidade. O dispositivo quantitativo da investigação está sendo conduzido no município de São Paulo (São Paulo, Brasil), com vistas a comparar duas amostras representativas de MVHA e MNVHA, usuárias dos serviços públicos de saúde. A abordagem qualitativa está sendo desenvolvida a partir de entrevistas individuais junto a profissionais de saúde que atuam em serviços públicos de saúde especializados na atenção aos portadores do HIV.

Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Cristiane da Silva Cabral – Coordenador / Adriana Pinho – Integrante / Regina Maria Barbosa – Integrante / Fabiana Andrade – Integrante.

2013 – Atual

Industria farmacêutica, médicos e Estado: a trajetória dos contraceptivos hormonais no Brasil

Descrição: A pesquisa proposta neste projeto tem como objetivo geral analisar a trajetória dos contraceptivos hormonais no Brasil, de 1960 a 2010. Pretende-se conhecer como esses produtos foram introduzidos e difundidos ao longo desse período, quais foram as estratégias dos laboratórios para lançá-los no mercado, como evoluiu a sua regulamentação pelas autoridades de saúde e como se desenvolveu a política de assistência farmacêutica relacionada a contraceptivos hormonais no Brasil.

Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Alunos envolvidos: Doutorado: (1).

Integrantes: Cristiane da Silva Cabral – Integrante / claudia bonan jannotti – Coordenador / Marilena Cordeiro Dias Villela Correa – Integrante / Ilana Löwy – Integrante / Luiz Antonio Teixeira – Integrante / Andreza Rodrigues Nakano – Integrante.

2012 – Atual

Estudo GENIH: práticas e decisões relativas à saúde sexual e reprodutiva no contexto da epidemia de HIV/AIDS no município de São Paulo.

Descrição: Tendo como ponto de partida o contexto de feminização da epidemia do HIV/Aids e a carência de estudos sobre as implicações deste diagnóstico nas decisões relativas à saúde sexual e reprodutiva das mulheres, o presente projeto propõe investigar aspectos da saúde sexual e reprodutiva de mulheres vivendo com HIV/Aids (MVHA) e comparando-os com mulheres soronegativas para o HIV, ou não vivendo com HIV/Aids (MNVHA. Especial atenção será dada à influência de dimensões do contexto social e relacional dessas mulheres, particularmente a presença de situações de violência de gênero sofrida, e do contexto institucional de cuidado à saúde nas práticas sexuais e reprodutivas de mulheres de ambos os grupos. Neste sentido, são objetivos específicos desta pesquisa: 1. Comparar características sociodemográficas e de comportamento sexual e reprodutivo de MVHA e MNVHA, incluindo acesso e uso de métodos contraceptivos, a ocorrência de gravidez não planejada, e histórico de interrupção de gestação; 2. Descrever e comparar a proporção de MVHA e MNVHA que relatam situações de violência psicológica, física e/ou sexual sofrida e a associação desses episódios com aspectos da saúde sexual e reprodutiva de MVHA e MNVHA; 3. Entre MVHA, investigar a especificidade da infecção pelo HIV/AIDS nas decisões e práticas relacionadas à vida sexual e reprodutivas dessas mulheres; 4. Investigar a associação de características dos serviços de saúde e da assistência à saúde sexual e reprodutiva de MVHA e MNVHA com suas práticas/decisões contraceptivas e reprodutivas. 5. Investigar e comparar entre MVHA e MNVHA os fatores individuais, relacionais, sociais e programáticos/institucionais associados a práticas contraceptivas em uso, a ocorrência de gravidez não planejada e ao histórico de interrupção de gestação.

Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Cristiane da Silva Cabral – Integrante / Adriana Pinho – Integrante / Francisco Inácio Pinkusfeld Monteiro Bastos – Integrante / Tirza Aidar – Integrante / Naila Janilde Seabra Santos – Integrante / Simone Souza Monteiro – Integrante / Tania Di Giácomo Lago – Integrante / Regina Maria Barbosa – Coordenador.