ODS 3 – Vida saudável e bem-estar

O terceiro objetivo dos 17 ODS é
“assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades”

O Brasil vem evoluindo em algumas metas do ODS 3, como na diminuição das taxas de mortalidade materna e de neonatos; na menor probabilidade de morrer entre 30 e 70 anos por doenças cardiovasculares, câncer, diabetes ou doenças respiratórias crônicas; em uma maior expectativa de vida no nascimento; em uma maior porcentagem de nascimentos realizados por pessoal treinado com o correto atendimento e aconselhamento às mulheres durante a gravidez, trabalho de parto e período pós-parto; e também na auto-avaliação subjetiva da vida.

Porém, o país permanece estagnado em algumas metas: nos casos de tuberculose; no número de novas infecções por HIV; no número de nascimentos por 1.000 mulheres entre 15 e 19 anos; e na cobertura de serviços essenciais de saúde.

Algumas metas, infelizmente, estão piorando e os seguintes desafios permanecem: reduzir o número estimado de lesões fatais no trânsito por 100.000 pessoas; e  melhorar a estimativa da cobertura nacional de imunização de rotina para bebês.

Também são cada vez mais necessárias e urgentes ações no sentido de reduzir a taxa de mortalidade atribuível aos efeitos conjuntos dos combustíveis utilizados para cozinhar em ambientes fechados e poluição do ar ambiente ao ar livre.

Portanto, os desafios são grandes e precisam ser enfrentados com responsabilidade pelos países a fim de garantir uma vida saudável e o bem-estar da sua população. O Brasil vem avançando em algumas metas, porém precisa dar maior atenção e investimento àquelas que permanece estagnado ou regredindo.

.

Fonte:

http://www.agenda2030.org.br/ods/1

https://sdsna.github.io/2019GlobalIndex/2019GlobalIndexIndicatorProfiles.pdf