fbpx

Cada pessoa tem suas motivações ao escolher seus alimentos: seja o sabor, o preço, acessibilidade ou praticidade. Mas é importante refletir que o comer é mais que apenas ingerir nutrientes. Toda uma cadeia de produção está associada, causando impactos ambientais e sociais. Há várias formas de reduzir o impacto da sua alimentação no ambiente. Consumir alimentos gerados pela agricultura familiar contribui para uma forma de produção de alimento mais sustentável: sendo livre de agrotóxicos, não provoca poluição do meio ambiente e nem causa danos à biodiversidade. Também estará dando apoio aos produtores da agroecologia familiar e incentivando a desconcentração de terras produtivas. Outro fator que precisa ser pontuado é que a redução do consumo de alimentos de origem animal pode ajudar a diminuir o impacto ambiental que esse tipo de produção causa: emissão de gases do efeito estufa, desmatamento devido à criação de mais áreas para o pasto e o uso intenso de água. Além disso, os sistemas intensivos de produção animal podem trazer riscos de contaminação e poluição do solo, rios e águas subterrâneas, devido à grande produção de dejetos e utilização contínua de antibióticos nos animais. Para manter esse sistema, ainda é necessária a fabricação de rações provindas principalmente da monocultura de soja e milho, que fazem o uso de agrotóxicos e fertilizantes químicos. Por isso, sempre que possível, procure refletir sobre a origem do seu alimento e busque práticas que contribuam para um mundo melhor!

Fonte: MINISTÉRIO DA SAÚDE. Guia Alimentar Para a População Brasileira, 2014

#Sustentarea #SustentareaInforma #AlimentaçãoSaudável #AlimentaçãoSustentável #Nutrição #Saúde #MeioAmbiente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
20 − 7 =