fbpx

Uma pesquisa realizada pela Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) revelou que cada família brasileira descarta aproximadamente 128,8 kg de alimentos por ano. Isso coloca o Brasil entre os países que mais desperdiçam comida no mundo — o que é preocupante, pois 22,26% da população brasileira sofre com a insegurança alimentar (IBGE 2013).

Os principais alimentos descartados tem alto grau nutricional, sendo eles: carnes (42,5%), com destaque para a carne bovina; arroz, feijão e outros grãos (27,4%). Um dos motivos para que isso ocorra é o não reaproveitamento das sobras, como também o hábito de fazer compras mensais abundantes e o preparo de porções exageradas para as refeições.

Outro problema exposto na pesquisa é que os alimentos descartados vão parar nos aterros sanitários, contribuindo com a emissão de gases do efeito estufa. Cerca de 8% da emissão global desses gases é proveniente do desperdício de alimentos (FAO 2018).

É importante implementar estratégias para reduzir o desperdício, como: planejar antes de ir às compras, observar as datas de validade, reaproveitar as sobras, fazer compostagem doméstica — entre outros.

Qual a sua estratégia para diminuir o desperdício de alimentos na sua casa?
.

FONTE:
Porpino, G.; Lourenço, C. E.; Araújo, C.M.; Bastos, A. (2018). Intercâmbio Brasil – União Europeia sobre desperdício de alimentos. Relatório final de pesquisa. Brasília: Diálogos Setoriais União Europeia – Brasil. Disponível em: <http://www.sectordialogues.org/documentos/noticias/adjuntos/a39a4c_Relatorio_SemDesperdicio_Baixa.pdf>


#Sustentarea #desperdicio  #sustentavel #Brasil #dicas #reaproveite #planeje #alimentação #aquecimentoglobal #globalwarming #plan #foodwaste #alimentaçãosustentavel

3 thoughts on “O desperdício de alimentos e a geração de resíduos”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
4 + 22 =