fbpx

Essa frase do antropólogo e historiador Câmara Cascudo, traz reflexões sobre um tema muito abordado por nós do Sustentarea: a comida para além dos nutrientes. 💚

Comer é um ato político, social e de valor afetivo, e, portanto, não deveria se resumir à ingestão de nutrientes. Tampouco deveríamos ser compelidos pela rotina corrida a reduzir o tempo à mesa.

O “comer de pé” citado na frase de Cascudo, nos convida a pensar sobre a maneira que a alimentação é, muitas vezes, vivida hoje em dia: com pressa e sem prazer. E claro, existem ocasiões como confraternizações e até em outras culturas, em que é comum comer de pé ou sem estar sentado à mesa. O importante é curtir o momento, os sabores e as companhias! 😉

Os alimentos in natura ou minimamente processados – que fazem parte de receitas tradicionais, nutritivas e recheadas de memórias afetivas e características regionais – têm sido substituídos, cada vez mais, por ultraprocessados e fast-food, em nome de um progresso que, segundo Cascudo, vai contra essa tradição valorizada da refeição.

Gostou da frase de hoje? Então marca aqui nos comentários alguém que você adora dividir momentos especiais, e claro, uma bela refeição. 😋

Para saber mais sobre o patrimônio intelectual de Câmara Cascudo, acesse a página o Instituto Câmara Cascudo pelo perfil @institutocascudo

Por Poliana Espíndola (@nutripoliana) e Talita Cruz (@talilo.cruz)

#históriadaalimentação#sustentarea#alimentaçãobrasileira#culturabrasileira#câmaracascudo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
22 − 14 =