Como as crianças e adolescentes estão lidado com o período de isolamento?

Pesquisadores da Ásia avaliaram se os comportamentos de estilo de vida de crianças e adolescentes, como atividade física e comportamento sedentário, podem ter sido drasticamente impactados devido ao fechamento prolongado da escola e ao confinamento em casa durante a pandemia do COVID-19.

Foram analisados dados de 2426 crianças e adolescentes, sendo 51,2% meninos e 48,8% meninas.

No geral, o tempo médio gasto em atividades físicas diminuiu drasticamente de 540 minutos por semana para 105 minutos por semana, representando uma redução de 435 minutos em média.

A atividade física reduzida e o comportamento sedentário prolongado podem afetar negativamente a saúde física e mental de crianças e adolescentes.

Portanto, governos, escolas, pais e profissionais de saúde precisam estar cientes da situação grave e implementar intervenções mais eficazes para minimizar o impacto negativo da pandemia de COVID-19 na saúde de crianças e adolescentes.