logo site (2)

Pesquisa sobre consumo de alimentos biodiversos

Artigo científico

Usando inteligência artificial, cientistas descobrem que apenas 1 em cada 100 pessoas no Brasil consomem alimentos biodiversos.

Um grupo de cientistas de diferentes universidades do Brasil realizou uma pesquisa sobre a biodiversidade dos alimentos consumidos pela população brasileira. Eles descobriram que, apesar do Brasil ser um dos países mais ricos em biodiversidade do mundo, o consumo de alimentos biodiversos é muito baixo.


Alimentos biodiversos são recursos alimentícios que geralmente são negligenciados ou possuem uso restrito a certos grupos e contextos geográficos. Os alimentos biodiversos analisados nesta nesta pesquisa foram representados pelas plantas alimentícias não convencionais, cogumelos comestíveis e carne de animais selvagens.
Para desenvolver o estudo, os pesquisadores utilizaram dados de uma pesquisa nacional sobre alimentação e estimaram a frequência de consumo de alimentos biodiversos. Os autores também levaram em conta nesse estudo variáveis socioeconômicas, como idade, sexo, escolaridade e segurança alimentar. Técnicas de inteligência artificial foram utilizadas na análise de dados de modo a revelar os fatores sociais que levam ao consumo de plantas alimentícias não convencionais.


Os resultados mostraram que apenas 1,3% da população brasileira consome alimentos biodiversos, e que esse consumo varia de acordo com a área geográfica, etnia e condições socioeconômicas. A pesquisa também revelou que o consumo de plantas alimentícias não convencionais pode ser um indicador de vulnerabilidade social.


Os cientistas alertam para a importância de se considerar o contexto socioeconômico ao promover o consumo de alimentos biodiversos, a fim de evitar reforçar estigmas e percepções de privilégio em torno dos alimentos. A pesquisa destaca a necessidade de políticas públicas e campanhas de conscientização culturalmente adaptadas para aumentar o consumo consciente de alimentos biodiversos, o que pode ajudar a melhorar a qualidade das dietas e promover a segurança alimentar no país.

O artigo contou com a participação dos pesquisadores: Sávio Marcelino Gomes, Viviany Moura Chaves, Aline Martins de Carvalho, Elenilma Barros da Silva, Elias Jacob de Menezes Neto, Gabriela de Farias Moura, Leonardo da Silva Chaves, Rômulo Romeu Nóbrega Alves, Ulysses Paulino de Albuquerque, Fillipe de Oliveira Pereira & Michelle Cristine Medeiros Jacob.

Faça seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Solve : *
9 + 20 =