Nutricídio

Nutricídio

O termo nutricídio foi criado na década de 90, mas ainda é pouco familiar. Você já o conhecia?

Apesar do recorte de raça/cor de pele que existe por trás do termo, no Brasil também podemos aplicá-lo aos povos indígenas. A atual crise humanitária e de saúde que aflige o povo Yanomami, por exemplo, é a expressão máxima do nutricídio.

Siga o fio abaixo e entenda o seu significado.

Post por Alisson Machado (@alissondmach).

O termo foi criado pelo médico americano Llaila Afrika, autor do livro Nutricídio: a destruição nutricional da raça negra (tradução literal), publicado em 2013 e ainda sem versão em português

O nutricídio se refere à dificuldade ou falta de acesso a alimentos saudáveis e que deveriam fazer parte da cultura alimentar, incluindo as consequências que isso traz à saúde.

O termo é complementado por um recorte de raça – pessoas negras são as mais afetadas devido a uma série de fatores

Um dos pontos levantados pelo autor é a cultura imposta pelos colonizadores dos países africanos, o que afetou, inclusive, a alimentação desses povos, afastando-os de sua cultura alimentar. No Brasil isso não foi diferente!

Dentre essas mudanças podemos citar o amplo uso de farinha, sal e açúcar na alimentação

Outro ponto relevante é o fato de pessoas negras terem um maior acesso a alimentos de baixo valor nutricional, como os ultraprocessados, em detrimento daqueles in natura e minimamente processados, como frutas, legumes e verduras

O racismo estrutural é a grande causa por trás desse cenário.

No Brasil podemos citar dois exemplos:

Na cidade de São Paulo, por exemplo, nos distritos em que há desertos alimentares, como Anhanguera e no extremo sul, a porcentagem de moradores negros variou entre 48,8 e 60,1% no Censo Demográfico de 2010

Em Moema, bairro nobre, esse percentual foi de apenas 5,8%

Observe os mapas e veja essa relação:

A alimentação de pior qualidade, por sua vez, tem um impacto direto na saúde.

O consumo elevado de ultraprocessados, por exemplo, tem sido associado à obesidade e diversas doenças crônicas, como hipertensão, diabetes e câncer, impactando diretamente a qualidade de vida e o número de anos vividos – daí o termo nutricídio!

Tags: No tags

Faça seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Solve : *
9 × 20 =