Mandioca - DMA

Mandioca sob uma perspectiva decolonial

O processo decolonial se refere ao distanciamento e rompimento com a supremacia eurocêntrica do Norte Global, ao passo em que há um resgate dos modos de pensar, fazer e viver, tendo em vista a diversidade de saberes, os aspectos culturais e a subjetividade de povos e comunidades historicamente marginalizadas.

Uma das formas de decolonizar a alimentação é por meio da valorização da produção, da compra, do preparo, e do consumo de alimentos e preparações invisibilizadas devido às relações de domínio e exploração. Logo, não poderíamos deixar de falar da rainha do Brasil, a mandioca!

O consumo de mandioca e seus derivados auxiliam:

  • Na preservação da biodiversidade e na manutenção do circuitos curtos de comercialização
  • Na valorização dos Sistemas Agrícolas Tradicionais e no reconhecimento de saberes e técnicas ancestrais dos povos indígenas
  • Na promoção de soberania e segurança alimentar

Quer aprender mais sobre a mandioca e seus subprodutos? Confira a Cartinha da Rainha, nossa newsletter mensal!

_

Post por Letícia Gonçalves (@le1ticia) e Gerson Nogueira (@prof.gersonog).

Faça seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Solve : *
8 + 9 =